Millonarios já estreou na temporada (Foto: Divulgação)

Daqui a um mês, no dia 22 de fevereiro, o Fluminense terá seu primeiro desafio na Copa Libertadores. Enfrentará o Millonarios, no El Campín, a 2.552m acima do nível do mar, pela ida da segunda fase. A volta será em 1º de março, em São Januário. O site ge fez um panorama de como está a equipe colombiana que será adversária do Tricolor.

O Millonarios largou um pouco na frente. Iniciou a pré-temporada no dia 5 de janeiro (o Flu foi no dia 10), mesmo tendo entrado de férias em 18 de dezembro. O técnico Alberto Gamero comanda a equipe há dois anos. Houve algumas baixas no elenco, como o atacante Fernando Uribe, ex-Flamengo e Santos, artilheiro que fez 23 gols na última temporada e foi contratado pelo Junior Barranquilla. Assim como o volante Daniel Giraldo, que também seguiu para Barranquilla.

Em contrapartida, o clube colombiano acertou com cinco reforços. O principal deles foi o goleiro Álvaro Montero, de 26 anos. Também chegaram o zagueiro Cuenú (26 anos), ex-Atlético Bucaramanga, o volante Larry Vásquez (29 anos), do Junior Barranquilla, o meia venezuelano Sosa (25 anos), que estava no Jaguares, e o centroavante Herazo (25 anos), contratado do Independiente Medellín.



Tal qual o Flu, a Covid-19 também atrapalhou os trabalhos no Millonarios. Foram de seis a oito casos na apresentação, segundo informa o jornalista local Antonio Casale, da “Rádio RCN” de Bogotá. A equipe faria um amistoso no dia 8 de janeiro contra o Universitario em Lima, no Peru, mas o duelo foi adiado em virtude dos casos de infecção em ambos os times.

Enquanto o Fluminense ainda finaliza sua pré-temporada para estrear no Campeonato Carioca na próxima quinta, diante do Bangu, no Luso-Brasileiro, o Millonarios já foi a campo de maneira oficial. Na última sexta-feira, bateu o Deportivo Pasto, na cidade de San Juan de Pasto, a mais de 500 km da capital Bogotá, numa partida apertada por 1 a 0. Seu goleiro Álvaro Montero pegou um pênalti no início do jogo e o estreante Herazo garantiu o triunfo.



O time titular jogou no 4-3-3, com Álvaro Montero; Vargas, Llinás, Bertel e Perlaza; Vega, Larry Vásquez e Mackalister Silva; Ruiz, Gómez e Herazo. Durante o segundo tempo, entraram Rengifo, Yúber Quiñones, Jader Valencia, Cortés e Pereira nas vagas de Gómez, Ruiz, Herazo, Mackalister Silva e Larry Vásquez, respectivamente. O resultado deixa o Millonarios na liderança do Campeonato Colombiano ao lado do America de Cali, com três pontos, mas faltam 12 times para entrar em campo na rodada.

Até o dia 22 de fevereiro, o Millonarios ainda terá mais seis jogos para cumprir e preparar a equipe para os confrontos com o Fluminense. Na Colômbia é sabido que o Tricolor investiu pesado em contratações e chega como favorito, mas se aposta muito na altitude do estádio El Campín, que fica a 2.552m acima do nível do mar. Os ingressos para a partida já estão à venda para os sócios colombianos dentro do pacote do primeiro semestre, que incluem bilhetes para 11 jogos como mandante, a preços de aproximadamente R$ 265 a R$ 2 mil.

Veja a agenda do Millonarios até o duelo com o Tricolor:
25/01 – Atletico Bucaramanga (fora de casa)
29/01 – Atlético Nacional (em casa)
02/02 – Envigado (fora de casa)
06/02 – Unión Magdalena (em casa)
13/02 – Deportivo Cali (fora de casa)
16/02 – Águilas Doradas (em casa)
22/02 – Fluminense (em casa)


Sem comentários