Presidente combate pecha elitista do Fluminense

Presidente combate pecha elitista do Fluminense

Foto: Photocamera
Foto: Photocamera

A política do preço dos ingressos baratos será utilizada por toda a temporada pelo Fluminense. Elogiado pela imprensa e torcedores, o presidente Peter Siemsen diz que tenta contraria a pecha de clube de elite que perseguiu o Tricolor por muitas décadas.

– Essa coisa de elite já acabou há muito tempo. Quem conhece o clube hoje percebe que não somos mais considerados de elite. Procuramos atender a todas as classes sociais. O nosso programa de sócio-torcedor é barato. Paga-se R$ 30 por mês, tem direito a meia entrada, uma série de outros benefícios e ainda vota para presidente. O Fluminense hoje é um clube extremamente democrático. Acho que no Brasil só o Fluminense e o Atlético-PR tem sócios-torcedores que votam para presidente diretamente. Isso é muito legal. O perfil do Fluminense é se tornar um clube cada vez mais popular – afirmou Peter.


Sem comentários