Mário Bittencourt comunicou que o Fluminense só jogará quando houver segurança em relação à saúde (Foto: Mailson Santana - FFC)

Ainda sem um consenso sobre quando as competições irão reiniciar por conta do coronavírus, Mário Bittencourt já avisou que o Fluminense só voltará a campo quando houver aval das autoridades competentes de saúde. Por sua vez, Alfredo Sampaio, presidente do Sindicato dos Atletas de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Saferj), está de acordo. Em entrevista ao NETFLU, o técnico da Cabofriense admitiu a necessidade das partidas recomeçarem o quanto antes, mas unicamente se tiver também segurança para tal.

— Eu não sabia que ele tinha enviado esse comunicado, mas de qualquer forma, todas essas possibilidades são analisadas. Quanto mais rápido voltar seria teoricamente melhor. Mas seja lá quando voltar, maio ou junho, será quando houver uma chancela das autoridades de saúde – falou.