Neville Proa afirmou que Ronaldinho só queria saber de sacanagem
Neville Proa afirmou que Ronaldinho só queria saber de sacanagem

Por Paulo Brito

Na última semana, o presidente da patrocinadora do Fluminense, Neville Proa, quando interpolado por jornalistas acerca da saída de Ronaldinho Gaúcho, subiu o tom. Além de falar que o investimento não era rentável, o mandatário da Viton 44 disse que o atleta só queria saber de beber de “sacanagem”.

Em resposta às ácidas críticas do mandachuva da empresa de bebidas, o empresário de R10, Assis, que também é irmão do jogador, negou que o craque dentuço exagere nas bebidas, salientando que iria processar Neville. Com base nisto, o portal número 1 da da torcida tricolor entrou em contato com o dirigente máximo da empresa de bebidas, questionando-o acerca do assunto. Evitando polemizar, ele disse, com exclusividade, ao NETFLU:

– Não estou sabendo de nada. Rapaz, eu não quero nem falar nesse Assis. Deixa ele fazer o que quiser. Não tenho mais nada a ver com ele e o que eu disse, já está dito. Acabou o caso. O futuro só a Deus pertence. O caso foi encerrado, para mim. Não quero saber dele.

Ainda não se sabe realmente se Assis levará a ideia de processo adiante. Seu cliente e irmão, Ronaldinho Gaúcho, rescindiu o contrato, de forma amigável, com o Fluminense, na terça-feira da semana passada.


Sem comentários