Fluminense deve ficar com algo perto dos R$ 17 milhões pela venda de Evanilson (Foto: Mailson Santana - FFC)

Cobiçado no mercado, Evanilson recebeu recentemente uma proposta do City Football Group, que comanda clubes como Manchester City (ING), New York City (EUA) e Girona (ESP). Seu estafe, no entanto, recusou a oferta inicial.

Não foi apenas a parte financeira que desagradou os representantes do atacante. O projeto europeu apresentado também ficou aquém das expectativas. A ideia era levar Evanilson a princípio para atuar no Troyes, da segunda divisão francesa e que recentemente fechou com o grupo. Eles terão de apresentar um novo plano para o centroavante.

Quem também procurou Evanilson foi o Internacional. Porém, a negociação não avançou. Emprestado pela Tombense-MG até o fim de 2021 ao Fluminense, o centroavante tem uma cláusula de proteção com o clube até o fim deste vínculo. A multa rescisória tem um “valor impagável” a outras agremiações brasileiras.

Seu empresário, Márcio Barros, no entanto, garante que no país ele só joga no Flu, independentemente da cláusula pelo carinho que tem pelo clube.

O Fluminense detém 10% dos direitos econômicos de Evanilson e possui mais 20% de taxa de vitrine em caso de venda até o fim do empréstimo.