(Foto: Lucas Merçon - FFC)

O Fluminense dispensou uma “barca” de jogadores em dezembro com o intuito de diminuir a folha de pagamento de 2018. Porém, o não cumprimento dos acordos de rescisão de contrato feito com Diego Cavalieri, Marquinho, entre outros atletas, teve efeito contrário. A dívida do clube com os jogadores liberados aumentou em R$ 5 milhões devido a multas e juros.

O valor pode aumentar ainda mais em caso de não pagamento de parcelas futuras. Além de Diego Cavalieri e Marquinho, outros atletas tais como Higor Leite, Robert e Artur cansaram de esperar a regularização dos pagamentos parcelados e decidiram colocar o clube na Justiça para cobrar o que têm direito a receber, com multa, juros e à vista.

Além destes jogadores, o lateral-direito Wellington Silva é mais um nome que tem chances de seguir o mesmo caminho e aumentar a lista dos insatisfeitos. Todos estes foram dispensados ao final de 2017, ao lado de Henrique (nunca chegou a acordo e aguarda sentença da Justiça) e Maranhão (emprestado ao Goiás).

Saiba o que cobram os jogadores na Justiça:

Jogador Acordo extrajudicial Pago pelo Fluminense Valor cobrado na Justiça Aumento da dívida
Diego Cavalieri R$ 6.105.124,74 R$ 3.416.492,99 R$ 3.800.317,98 R$ 1.111.686,23
Marquinho R$ 6.000.000,00 R$ 1.000.000,00 R$ 7.502.902,23 R$ 2.502.902,23
Higor Leite R$ 240.363,93 R$ 97.552,82 R$ 686.436,56 R$ 543.625,45
Robert R$ 1.436.689,99 R$ 480.774,99 R$ 1.254.340,27 R$ 773.565,28
Artur R$ 460.149,88 R$ 135.000,00 R$ 450.000,00 R$ 124.850,12
Total R$ 14.242.328,54 R$ 5.129.820,80 R$ 13.693.997,04 R$ 5.056.629,31