R10 teve mais impacto no sócio-torcedor do Flu que Guerrero no Fla

R10 teve mais impacto no sócio-torcedor do Flu que Guerrero no Fla

Passagem de Ronaldinho foi um fiasco dentro de campo, mas fora nem tanto (Foto: Reprodução)
Passagem de Ronaldinho foi um fiasco dentro de campo, mas fora nem tanto (Foto: Reprodução)

Se a passagem de Ronaldinho pelo Fluminense foi um fiasco dentro de campo, fora dele nem tanto. Anunciado no dia 11 de julho, o apoiador ficou no Tricolor até o dia 28 de setembro e, durante este período, o programa sócio-torcedor aumentou mais de 45%. Em termos de comparação, teve um impacto bem maior do que Paolo Guerrero, principal contratação do rival Flamengo no ano.

O Fluminense, hoje, possui mais de 36 mil associados e ocupa a 11ª posição no ranking nacional. Depois da chegada do camisa 10, foram 11 mil novas adesões.

No Flamengo, o aumento após a aquisição do atacante peruano foi de 34%. Anunciado no final de maio, acrescentou mais de 18 mil sócios ao clube da Gávea. O Rubro-Negro tem atualmente 71 mil afiliados e é o sétimo com mais sócios-torcedores.


Sem comentários