Religião e família viram trunfos para Marcos Júnior se “acalmar”

Religião e família viram trunfos para Marcos Júnior se “acalmar”

Marcos Júnior reconhece que seu começo de carreira foi prejudicado pelo extracampo (Foto: Nelson Perez - FFC)
Marcos Júnior reconhece que seu começo de carreira foi prejudicado pelo extracampo (Foto: Nelson Perez – FFC)

Marcos Júnior reconhece que o extracampo o atrapalhou um pouco em seu início de carreira. Agora, em alta, o atacante do Fluminense tem na família e até na religião os caminhos para se acalmar.

Além disso, Marcos Júnior ainda será pai em breve (sua esposa, Dayane Simões, está grávida de quatro meses). Quanto à religião, o atacante tem frequentado alguns cultos.

– Não sou evangélico, mas estou indo muito nestes cultos – disse.


Sem comentários