Renato condena atuação de árbitro: “Não tomou atitude”

Renato condena atuação de árbitro: “Não tomou atitude”

Bruno foi alvo da violência do time adversário (Foto: Photocamera)
Bruno foi alvo da violência do time adversário (Foto: Photocamera)

A arbitragem de Wagner Nascimento Magalhães na quinta-feira, quando o Fluminense empatou por 1 a 1 com o Vasco, pela ida da semifinal do Campeonato Carioca, no Maracanã, foi reprovada por Renato Gaúcho. Na visão do técnico tricolor, o lateral-esquerdo adversário, Marlon, deveria ter sido expulso por entrada desleal em Bruno ainda no primeiro tempo, mas o homem do apito pipocou de tomar uma atitude.

– Na minha  opinião, a entrada do jogador do Vasco no Bruno, no primeiro tempo, era para cartão vermelho. Acho que a maior prova disso, foi o auxiliar que avisou a ele, porque o juiz não marcou falta. O juiz meio que se assustou quando viu a perna do Bruno e ele estava de caneleira. O jogador do Vasco entrou com a perna por cima. O juiz está ali é pra seguir as regras. Eu não tenho de tentar tapar o sol com a paneira. Ele tem de agir. Já que ele viu a gravidade da falta, ele tinha que ter tomado atitude. O meu time eu não me preocupo, ele só joga futebol. Se ver replay do jogo, vocês verão que em momento algum a minha equipe é violenta. Eu não quero a minha equipe beneficiada, quero é que a arbitragem cumpra as regras – disse.


Sem comentários