Renato não se incomoda com brincadeiras sobre sua filha

Renato não se incomoda com brincadeiras sobre sua filha

Renato acha normal sua filha ir aos jogos de times comandados por ele
Renato acha normal sua filha ir aos jogos de times comandados por ele

Renato Gaúcho sempre ostentou fama de mulherengo em seus tempos de jogador. Agora, tem de conviver com brincadeiras a respeito da beleza de sua filha, Carol Portaluppi. Mas nada que o incomode. O técnico do Fluminense sabe que isso é natural e ambos têm de conviver bem com isso.

– Não me incomodam (as brincadeiras). Se eu ou ela formos ligar para todas as brincadeiras, não vamos viver… O importante é o que faço, o que ela faz. Estamos sujeitos a piadinhas, mas isso não me atrapalha, muito menos a ela. Nada me tira do sério. As pessoas vão brincar, fazer boas e más brincadeiras. Pessoas públicas, a melhor coisa é ignorar. Não vamos deixar de viver. Senão, terei de botá-la no colo ou mandar para outro planeta. Ela tem uma vida, é um ser humano – disse.

O treinador tricolor também rechaça qualquer problema em relação às aparições de sua filha no ambiente de trabalho e nos jogos da equipe que comanda. Muito pelo contrário. Para Renato, é normal que ela acompanhe seus trabalhos.

– Não, não me incomoda (a presença de Carol no meio do futebol). Mas também não pode ser toda hora. No último domingo, por exemplo, estava treinando e ela estava passando por Mangaratiba, voltando de Angra dos Reis com as amigas. Queria que ela parasse, mas ela preferiu evitar porque estaria a imprensa e não queria atrapalhar, passou direto. Ela é Renato Futebol Clube. Tem um pai famoso, irá aos jogos, lógico que vai. Ela é minha filha, qual o problema? Ela ir ao Maracanã torcer pelo pai no camarote do Celso Barros, qual o problema? Por que a minha filha não pode aparecer? – questiona.


Sem comentários