Clubes terão de enviar listagem com os nomes dos atletas (Foto: Divulgação/CBF)

Representantes de praticamente todos os 40 clubes que formam as Séries A e B do Campeonato Brasileiro se reuniram nesta segunda-feira, em São Paulo, para debater sobre a liga a criação da liga nacional de futebol, que substituiria o Brasileirão organizado pela CBF.

O tom no final da primeira rodada de conversas foi otimista. No encontro, foram debatidos os primeiros passos para a criação da liga, como, por exemplo, a criação da empresa que cuidará do torneio, como estruturar os estatutos etc. Em entrevista ao Uol Esportes, alguns dirigentes, que não quiseram se identificar, falaram com otimismo.

– Pelo que a gente sente, pela forma como o assunto tem sido tratado, é um caminho sem volta – disse o presidente de um clube nordestino, que não quis ser identificado.

Outros quatro presidentes, sendo dois de clubes paulistas, também se posicionaram:

– É um caminho sem volta, sim, e precisa ser mesmo. Já passou da hora de os clubes se organizarem desta forma – disse um deles ao Uol Esportes, também sob anonimato.