Ricardo Drubscky lembra que vantagem do Fluminense é mínima (Foto: Nelson Perez - FFC)
Ricardo Drubscky lembra que vantagem do Fluminense é mínima (Foto: Nelson Perez – FFC)

Se o Fluminense joga por um empate, sábado, com o Botafogo, no Engenhão, para ir à final do Campeonato Carioca, Ricardo Drubscky afirma que o time não entrará em campo para ficar segurando o resultado. O técnico só admite administrar uma eventual igualdade se a partida estiver se encaminhando para o fim.

Mesmo tendo vencido o jogo de ida por 2 a 1, Drubscky faz elogios ao time rival e prevê dificuldades no próximo confronto.

– É um time de ótimas individualidades e que tem um conjunto muito interessante, como um desenho tático. O René usa algumas variações. Foi campeão da Taça Guanabara não à toa. Tem, realmente, argumentos interessantes. Termos vencido o primeiro jogo foi importante. Invertemos a vantagem, mas volto a dizer: ela é mínima, quase zero. Assim como era a vantagem do Botafogo. Num clássico, não tem como prever. As oportunidades aparecem. São duas equipes que vão se degladiar, de maneira forte, ofensiva. No fim do jogo, se for Botafogo ou Fluminense. A partir dos 35 minutos, pode haver alguma coisa no final de manutenção do resultado, com um zagueiro ou volante a mais. Mas em 90% será de confronto aberto, de busca pelo resultado – disse.


Sem comentários