O Fluminense descobrirá seu adversário na segunda fase da Copa Sul-Americana na noite desta quarta-feira. No Pote 2, o Tricolor poderá enfrentar qualquer time do Pote 1. Entre eles estão algumas pedreiras, rivais nacionais E duas pedras no sapato,

Nesta fase, o Flu foge de equipes tradicionais como Racing (ARG) e Independiente (ARG), Deportivo Cali (COL) e Cerro Porteño (PAR). Por outro lado, poderá encarar um Estudiantes (ARG) ou Olimpia (PAR), que, juntos, têm sete títulos de Libertadores.

Há ainda duas pedras no sapato: a LDU (EQU), que derrotou o Time de Guerreiros na final da Copa Libertadores de 2008 e da Sul-Americana de 2009, e a Chapecoense. A equipe catarinense nunca perdeu para o Flu na história. O Tricolor também tem chance de encarar rivais tradicionais no país como Flamengo ou Corinthians.

Num nível inferior aos supra citados, mas ainda assim pedreiras, estão os colombianos Independiente Medellín, Junior Barranquilla e Independiente Santa Fé, o Libertad (PAR), e o Arsenal (ARG) que se nunca conquistaram uma Libertadores, sempre incomodam. O Santa Fé e o Arsenal, inclusive, já foram campeões da Sul-Americana.

Em tese, os adversários menos complicados são aqueles de menor tradição em competições internacionais: Sol de América (PAR), Deportes Iquique (CHI), Boston River (URU), Atlético Tucumán (ARG) e Universidad Católica (EQU).