(Foto: Mailson Santana - FFC)

Depois de muitos transtornos, o Fluminense enfrentou o Junior Barranquilla, quinta-feira, pela terceira rodada do Grupo D da Libertadores, em Guayaquil, no Equador. Roger Machado confessa que as viagens em cima da hora prejudicam de certa forma o time. Mas, por outro lado, preferiu enaltecer a superação da equipe para arrancar o empate por 1 a 1.

— Penso que sempre tem um prejuízo. Nós chegamos na madrugada no dia do jogo, pudemos descansar toda a manhã e parte da tarde, mas essa logística sempre gera um desgaste, senão físico, emocional até em função das incertezas. Mas se houve algum prejuízo, a gente conseguiu sobrepor. A dificuldade da logística, a mudança, o nosso grande adversário, que sabia que era um jogo muito importante porque, com um ponto, precisava se recuperar na competição. Nós fizemos um grande jogo e estamos levando um ponto importante para o Brasil apesar de todos os transtornos – disse.

Na terça-feira, o Fluminense foi para Barranquilla, onde o jogo seria realizado. Na quarta, foi informado sobre a mudança de local por conta dos protestos violentos na Colômbia.