Roger diz querer entrega e espírito de luta o tempo inteiro, mesmo que com poucos minutos em campo (Foto: Mailson Santana - FFC)

A disputa por vagas no time do Fluminense segue firme. No jogo contra o Bragantino, o técnico Roger Machado poupou alguns titulares e promoveu rotatividade. Após o empate por 2 a 2, domingo, no Nabi Abi Chedid, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, destacou a lição a ser aprendida pelos atletas.

O Flu buscou a igualdade já nos descontos e o treinador destacou a importância dos atletas se entregarem a todo o momento, mesmo que fiquem pouco tempo em campo.

– Costumo dizer aos atletas que estão reivindicando oportunidade que cinco minutos é muito tempo, porque a bola sai do seu pé depois de um chute e vai para o fundo da rede em três segundos. Então cinco minutos é uma eternidade, que aproveitem quando estão em campo. No final do dia, se não aproveitou, não tem reserva desse tempo, ele é desperdiçado. Aproveita os minutos em campo e não se entrega nunca, é isso que a gente quer – disse.