(Foto: Lucas Merçon - FFC)

De virada, o Fluminense venceu o Independiente Santa Fe (COL), quarta-feira, no Maracanã, por 2 a 1, mas em grande parte do jogo viu o adversário dominar. Ao avaliar o duelo, o técnico Roger Machado reconheceu os momentos de sofrimento.

Sincero, o treinador destacou a dificuldade tricolor frente à postura dos colombianos, mas também lembrou que o Flu conseguiu conter o ímpeto do Santa Fe.

– O fato do Santa Fe nos pressionar, colocar seis, sete jogadores dentro do no nosso campo, induzindo com que a gente jogasse curto para roubar a bola, ou tivesse que disputar em primeira ou segunda, aí a gente não desceu o número de jogadores para o nosso campo, tampouco conseguimos ficar com a segunda bola, quando tirava lá de trás, para um pivô do Fred. Isso fez com que a gente devolvesse muito a bola para o adversário. Daí o domínio pelas ações, em função do ganho de primeira e segunda bola, em função dos erros de passes, em alguns momentos passes mais fáceis. Mas que mesmo com domínio a gente manteve o zero no placar. Sofremos mais do que gostaríamos em alguns momentos, não foi um bom primeiro tempo, mas foi um bom segundo tempo que nos deu a vitória – comentou.