(Foto: Lucas Merçon - FFC)

O técnico tricolor, Roger Machado, utilizou Calegari como volante no segundo tempo da partida contra a Portuguesa-RJ, domingo, no Maracanã, mantendo Samuel Xavier na lateral direita. Após a partida na qual o Fluminense venceu por 3 a 1 e se classificou para a final do Campeonato Carioca, o treinador avisou que tal situação não foi um teste e sim uma alternativa já existente no elenco.

— Não é teste porque ele já atuou ali. Tem a naturalidade. Não usei em um jogo decisivo como teste, mas como alternativa porque eu já tinha o Yago com cartão amarelo e o Martinelli em mais de 70% do jogo e temos jogo decisivo na quarta-feira. Foi uma alternativa por não ter trazido mais volantes para priorizar as posições de ataque. Perdemos o Hudson e integramos novamente o André ao elenco. Estamos à procura de alguém para essa função, porque é uma função que está muito exposta ao combate e então estaremos sempre com jogadores pendurados, na iminência de perder por suspensão. Foi uma alternativa encontrada pontualmente para a partida. Mas nada impede que no futuro não impeça de usar também. O Samuel fez um bom jogo, assim como o anterior. São jogadores com características parecidas. E quem ganha é o clube e os colegas, que estarão bem seguros seja com um, seja com o outro – explicou.

Frente à Portuguesa, Roger escalou o Fluminense com um time misto. Samuel Xavier começou jogando e, no segundo tempo, quando colocou Calegari na partida, o técnico manteve o lateral-direito na equipe.