Romário fez 77 jogos e 48 gols pelo Fluminense (Foto: Flu Memória)

Tetracampeão do mundo com a seleção brasileira, Romário também colecionou polêmicas em sua carreira. Em entrevista à The Players Tribune, o ex-atacante recordou uma história curiosa de quando ainda defendia o Fluminense, em 2002, e frustrou a estreia de Marcelo Mariola, centroavante revelado na base do clube.

Na ocasião, o Baixinho saiu da praia direto para um jogo do Tricolor no Maracanã, quando ninguém mais contava com ele para a partidda. Nem ele lembra qual partida foi.

— A história da praia? Também é verdade. A gente tinha um jogo com o Fluminense, mas eu resolvi não jogar. Sinceramente, não me lembro por quê. Enfim, a galera se concentrou 24 horas antes do jogo pra se preparar para a partida, enquanto eu passei o dia na praia. Aí, por algum motivo, decidi que queria jogar e fui direto para o Maracanã. Cheguei atrasado, os jogadores já tinham até se aquecido… – disse Romário, continuando:



— Realmente, eu entrei no vestiário limpando a porra da areia dos meus pés. E acabei jogando. Eu me lembro que o moleque, o Marcelo, ia fazer sua primeira partida pelo Fluminense — convidou toda a família para assistir a estreia. Acabei entrando de titular no lugar dele, uma decepção pra toda família do rapaz. De qualquer forma, fiz gol e o Fluminense saiu vencedor naquele jogo. Minha preparação mental era simples: chegar, entrar, botar a camisa e fazer gol. Não tem outro segredo. Nunca teve.

A passagem de Romário pelo Fluminense foi de 2002 a 2004 (com um hiato em 2003, quando passou pelo Al-Sadd, do Qatar). Fez 77 jogos e 48 gols.