Rubinho não poupa críticas aos presidentes dos clubes cariocas

Rubinho não poupa críticas aos presidentes dos clubes cariocas

cariocasSurpreso com a suposta união dos presidentes de Fluminense, Flamengo e Vasco, Rubens Lopes não aliviou nos ataques. De acordo com o gestor da Ferj, Peter Siemsen, Eduardo Bandeira e Roberto Dinamite adotam uma postura “morde e assopra”.

– Todo o regulamento é decidido pelos clubes. Tudo referente ao campeoanto ,absolutamente tudo é em função da decisão dos clubes. Atribuir a federação alguma desconformidade, expectativa de público aquém do que estávamos esperando não pode ser responsabilidade nossa. Não é a federação que marca jogo às 22h, que escala time reserva, que bota jogo para quarta-feira de cinzas. Não foi a federação que estabeleceu a forma de disputa do campeonato. Não recebemos propostas de nenhum deles. Zero. Em 2012 foi pedido que nada mude, em documento expresso e assinado – afirmou Rubinho, que completou:

– Eles não têm coragem de dizer para a televisão e dizer que não querem jogar em tal horário. O Flamengo, maior arrecador, está em sexto lugar em média de público. A Federação não está satisfeita com os resultados desse campeonato. Há uma necessidade de discutirmos o futebol do estado do Rio de Janeiro, horário, arrecadação. Teremos, de agora até o arbitral, para decidir a tabela de 2015 para encontrar uma solução que atenda visibilidade e arrecadação dos clubes.


Sem comentários