Vivendo uma crise financeira e política fora de campo, além dos problemas técnicos e de resultado com a bola rolando, o Fluminense passou por mais um capítulo complicado de sua história na última tarde. Durante as atividades realizadas no CT Pedro Antônio Ribeiro, torcedores invadiram o complexo e foram tirar satisfações, fazer críticas e reclamar de alguns jogadores. Segundo o portal Globo Esporte, o lateral-esquerdo Ayrton Lucas, o volante Richard e o atacante Júnior Dutra foram três dos atletas mais cobrados.

O portal informa que, por cerca de 30 minutos, a conversa no CT Pedro Antonio foi tensa e teve nos zagueiros Gum e Digão os atletas que mais falaram na tentativa de acalmar os ânimos às vésperas do jogo que vale a permanência na Série A do Brasileirão. Nesse sentido, com a ajuda dos seguranças do clube, a situação acabou controlada e sem agressão física a ninguém. Alguns jogadores revelaram a amigos que, ao perceberem a correria do grupo, temeram pela sua integridade.

Algumas das frases ditas pelos torcedores, segundo o site Globo Esporte:

“Júnior Dutra, você não pode vestir a camisa do Fluminense”;
“Você não está jogando nada, Beijinho (Ayrton Lucas)”;
“Richard, você está vendido (ao Corinthians) e tem de ir embora”.

Além de Gum e Digão, os goleiros Júlio César e Rodolfo também falaram com o grupo, formando o quarteto de atletas mais experientes do plantel. Fábio Moreno, treinador interino que comandará o time diante do América-MG, igualmente conversou com os torcedores.