Fluminense encara, nesta quarta, o Moto Club, no Maranhão (Foto: Mailson Santana - FFC)

Além da questão moral depois da eliminação na primeira fase da Copa Sul-Americana, a classificação para a segunda da Copa do Brasil representa um alívio financeiro para o Fluminense. A competição tem uma alta premiação em disputa que pode chegar a até R$ 72,8 milhões para o campeão. Isso, claro, somadas todas as fases. O Tricolor encara, nesta quarta-feira, o Moto Club, no Maranhão, em jogo único e pode empatar para avançar.

Pela participação na primeira fase, o Fluminense receberá R$ 1,1 milhão. Se chegar à segunda, embolsará mais R$ 1,3 milhão.

Veja a premiação fase após fase da Copa do Brasil:

1ª fase: R$ 1,1 milhão (Grupo 1), R$ 950 mil (Grupo 2) e R$ 540 mil (Grupo 3)
2ª fase: R$ 1,3 milhão (Grupo 1), R$ 1,03 milhão (Grupo 2) e R$ 650 mil (Grupo 3)
3ª fase: R$ 1,5 milhão
4ª fase: R$ 2 milhões
Oitavas: R$ 2,6 milhões
Quartas: R$ 3,3 milhões
Semifinal: R$ 7 milhões
Vice-campeão: R$ 22 milhões
Campeão: R$ 54 milhões

OBS: Na primeira e segunda fase, os valores pagos são diferentes para cada clube de acordo com grupos formados pela CBF. A entidade paga mais para quem está melhor ranqueado. Estão no Grupo 1: Atlético-MG, Bahia, Botafogo, Chapecoense, Cruzeiro, Fluminense e Vasco. O Grupo 2 é formado por Atlético-GO, Ceará, Coritiba, Goiás e Sport. E os demais ficam no Grupo 3.