Samuel Xavier recorda susto contra o Criciúma (Foto: Lucas Merçon - FFC)

Após vencer a ida, no Paraguai, por 2 a 0, o Fluminense tem enorme vantagem para a volta das oitavas de final da Libertadores contra o Cerro Porteño, nesta terça-feira, no Maracanã. Mas Samuel Xavier já avisa logo que a equipe tricolor precisará tomar cuidados.

Confiante na experiência do Flu para controlar o confronto, o lateral-direito lembra o susto com o Criciúma pela Copa do Brasil (na qual o Tricolor perdeu a ida das oitavas por 2 a 1, fora, e venceu em casa por 3 a 0). Ele espera que o time das Laranjeiras saiba impor o ritmo contra um adversário que terá de partir para cima.

— O jogo contra o Criciúma nos mostrou que nós temos que impor sempre um ritmo forte, independentemente do adversário. O Cerro chega precisando do resultado, então acredito que vão querer iniciar num ritmo forte. Mas temos que colocar o nosso ritmo de jogo e deixar que a gente tome conta da partida. Acredito que seja o mais importante para nós. A expectativa para esse jogo é a melhor. Eles vão vir precisando fazer o resultado, mas a nossa equipe é madura e vai saber jogar esse jogo – disse.