Sandrão nega candidatura e aposta em Celso Barros: “Vai ousar”

Sandrão nega candidatura e aposta em Celso Barros: “Vai ousar”

 (Foto: Photocamera)
(Foto: Photocamera)

À Rádio Brasil, Sandro Lima, ex-vice de futebol do Fluminense, negou que será candidato às eleições presidenciais do clube em 2016. No entanto, diz estar na torcida para que Celso Barros, presidente da Unimed, patrocinadora tricolor de 1999 a 2014, para se lançar como concorrente da oposição.

– Eu posso falar por mim. Te garanto que não serei candidato. Isso sempre falei. Não há a possibilidade. Como torcedor, gostaria muito que o doutor Celso Barros viesse como candidato. Temos que relembrar a história e a história dele com o Fluminense é bonita, positiva e emocionante. O Fluminense estava na terceira divisão quando começou o relacionamento. Iniciou de uma forma lenta, depois com o retorno de grandes ídolos. Voltou a torcida, o orgulho de ser tricolor. Mais a frente vem os títulos, a Copa do Brasil. Depois de 26 anos fizemos uma Libertadores, que foi linda e, por uma fatalidade, não conquistamos o título. É a maior tristeza que temos. E vieram dois títulos brasileiros. Se não tivéssemos reforçado o Corinthians com o Sheik, poderíamos ter sido tricampeões direto. Então temos que lembrar da história e colocar o doutor Celso num patamar diferente. É um torcedor do clube, um apaixonado pelo Fluminense e um grande empresário. Alguns podem questionar que a Unimed está em situação ruim. O Brasil está. As concorrentes da Unimed estão com um déficit muito maior e a imprensa não fala isso. Eu tenho falado muito com o doutor Celso, a Unimed está se reestruturando, saindo de uma situação ruim. Se ele vier candidato, será forte e que vai, com certeza, ousar.


Sem comentários