O São Paulo aguarda uma resposta do Fluminense para consumar a troca do meia Nenê, de 37 anos, pelo atacante Marcos Calazans. A ideia do clube paulista é fechar o negócio em definitivo para os dois lados, sendo que o Time de Guerreiros ainda ficaria com 25% dos direitos econômicos do jovem. Nenê, que tem contrato com o São Paulo até dezembro de 2019, passaria então a ser atleta do Flu ao menos até maio de 2020.

O clube paulista ainda ficaria responsável por 50% dos vencimentos do meia até o fim da temporada. Esse dinheiro abateria o valor da compra de Calazans, que também tem vínculo se encerrando no fim do ano com o Flu e já poderia assinar um pré-contrato com qualquer outro clube a partir de junho. Nenê é um desejo antigo do Flu e já está acertado com o clube, falta apenas um acordo entre o Tricolor e São Paulo.

A negociação é conduzida diretamente pelos presidentes das agremiações: Pedro Abad, do Fluminense, e Carlos Augusto Barros e Silva, do São Paulo, ambos vivendo momentos delicados em suas gestões.