Se jogasse o NBB, Fluminense teria reforço de peso

Se jogasse o NBB, Fluminense teria reforço de peso

Leandrinho seria o grande nome do basquete tricolor
Leandrinho seria o grande nome do basquete tricolor

Através de um convite, o Fluminense disputaria a próxima edição do Novo Basquete Brasil (NBB) e, se não tivesse aberto mão da vaga, o clube teria um reforço de peso. Trata-se de Leandrinho. O superintendente de esportes olímpicos do clube, Renê Machado, confirma que já havia tudo apalavrado com o ala-armador do Washington Wizards, da NBA.

– Sim, era o Leandrinho. Já estava tudo certo, tudo apalavrado. Só faltou colocar no papel. Havia uma empresa parceira que iria bancá-lo para nós – revelou.

No entanto, pela falta de recursos, o Tricolor anunciou a desistência do NBB. Ricardo Martins, vice-presidente geral do Fluminense, explicou o alto custo que teria caso o Fluminense entrasse na disputa.

–  Ou o Fluminense entrava forte no campeonato ou não entrava. Quando vimos que não conseguiríamos ter um time competitivo como esperávamos, decidimos não entrar. Simples. Com o dinheiro que nós tínhamos, não dava nem para fazer time. Nosso caixa era só para pagar despesas. Só de franquia (valor pago à liga para se disputar o NBB), o custo era R$ 500 mil – comentou.