“Se não fosse o Celso, Walter não estaria aqui”, ressalta dirigente

“Se não fosse o Celso, Walter não estaria aqui”, ressalta dirigente

Foto: Photocamera
Foto: Photocamera

Ao lado de Conca, Walter tem sido muito elogiado pela opinião pública e torcedores do Fluminense. A contratação foi bancada pelo presidente da Unimed, Celso Barros. Por isso, o vice de futebol, Ricardo Tenório, entende que a ingerência, certas vezes, não é maléfica para o clube.

– Fala-se dessa ingerência da Unimed, mas por exemplo, se não fosse o Celso Barros o Walter não estaria aqui. Gostamos do Walter, sabemos do potencial. Falavam que o Fluminense precisava de um zagueiro. Mas vieram antes o Conca e ele. Sabemos que temos que reforçar a zaga, mas o Walter chegou com a força da Unimed. A gente brinca com o Celso que se não fosse a visão dele, não teríamos o Walter. É importante saber que ele tem esse peso, porque ele é o patrocinador. O Walter é uma alegria pelo desenvolvimento e a forma como se comporta. Esse jogador só tem a dar bons frutos. Esperamos que além do contrato dois anos, que já temos, consigamos desenvolver algo a mais no futuro – afirmou Tenório.


Sem comentários