Secretário-geral da CBF condena intervenção de MP no futebol

Secretário-geral da CBF condena intervenção de MP no futebol

Walter Feldman assumirá cargo na CBF (Foto: Karina Zambrana - ASCOM/MS)
Walter Feldman assumirá cargo na CBF (Foto: Karina Zambrana – ASCOM/MS)

O artigo 5º da Medida Provisória (MP) para a renegociação das dívidas dos clubes foi duramente condenado por Walter Feldman, ex-deputado federal e futuro secretário-geral da CBF. O cartola entende que há uma intervenção inconstitucional do governo em uma entidade privada.

– Quem redigiu esse texto ultrapassou a barreira da constitucionalidade e falo isso como parlamentar que atuou por 40 anos na política e não como representante da CBF. Isso é uma intervenção do governo e pode ser um enorme retrocesso se alguns pontos forem aprovados – disse.

O artigo 5º da MP impõe diversas obrigações às entidades responsáveis por organizar competições de futebol no país, como prestar contas com supervisão de auditoria independente, limitação dos mandatos e inclusão de atletas nos colegiados que irão eleger os cargos da entidade.


Sem comentários