Segurança no Maracanã preocupa presidente da Ferj

Segurança no Maracanã preocupa presidente da Ferj

Rubinho adverte para a facilidade de acesso da torcida ao gramado

O Fluminense jogará no Maracanã no dia 21 de julho contra o Vasco no Maracanã, mas a segurança no estádio é uma preocupação para o presidente da Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj), Rubens Lopes. De acordo com Rubinho, a nova concepção do local mudou muito e a ausência de barreiras físicas entre as torcidas e o gramado é para ser revista.

– Vamos ver como vai ser utilizado esse novo Maracanã. É um estádio novo. Não é a mesma coisa que a Copa das Confederações um jogo de três pontos envolvendo Fluminense e Botafogo, Fluminense e Vasco, Vasco e Flamengo… Precisamos que a Polícia saiba como é. O Corpo de Bombeiros precisa saber. Todos precisarão estar envolvidos neste momento. É um jogo pontual, acredito que seja um jogo teste. Ninguém sabe ao certo quem vai ficar com o Maracanã. Mas não se pode errar. A concepção é arriscada em termos de segurança, de espetáculo. A chance de chegar ao gramado é grande. Na Europa tem isso, mas já há uma cultura de anos. Não se faz de uma hora para outra uma quebra de paradigma. Tem de acontecer todas as garantias de que o estádio será seguro – adverte.