Seleção: Marcelo tenta explicar contraste entre jogo oficial e amistoso

Seleção: Marcelo tenta explicar contraste entre jogo oficial e amistoso

Marcelo afirma que quem marca faz por todos (Foto: Rafael Ribeiro - CBF)
Foto: CBF

Desde que Dunga iniciou sua segunda passagem pela Seleção, o Brasil apresenta ótimo desempenho em amistosos. Mas tropeça nos jogos oficiais. Venceu Colômbia e Chile quando nada valia. Depois foi derrotado pelos mesmo rivais na Copa América e na estreia das Eliminatórias. Algo que nem mesmo os jogadores sabem explicar, como acontece com o lateral-esquerdo Marcelo, revelado nas categorias de base do Time de Guerreiros.

– Não sei o que acontece. Vamos para todos os jogos como se fosse uma final. Queremos ganhar sempre, seja amistoso ou não. A gente até brinca que na Seleção não tem amistoso. É chato. Quando não vale nada, você ganha. E no jogo valendo a gente deixa a desejar. Certeza de que vamos ver o que erramos, passar por cima disso. Temos muita vontade de dar alegria ao povo brasileiro. Não acho que seja algo psicológico por causa do que aconteceu na Copa do Mundo. Temos pouco tempo para trabalhar na Seleção e isso dificulta. Mas não é desculpa.


Sem comentários