Matheus Martins tem recebido oportunidades com Diniz e é uma das possibilidades (Foto: Marcelo Gonçalves - FFC(

Luiz Henrique fez na vitória de 1 a 0 sobre o Botafogo, domingo, no Engenhão, pelo Campeonato Brasileiro, sua última partida pelo Fluminense. O atacante seguirá para o Betis, da Espanha. Sem ele, o portal ge avaliou as opções que o técnico Fernando Diniz tem no elenco para suprir a ausência.


Em breve, o treinador ganhará as opções de Alan, que aguarda documentos vindos da China, e Michel Araujo, de volta após passagem por empréstimo nos Emirados Árabes. O clube também tenta a contratação de Marrony, ex-Vasco e Atlético-MG e atualmente no Midtjylland, da Dinamarca. No caso dos dois últimos (se a contratação se confirmar), ambos só podem atuar a partir da abertura da janela de transferências internacionais, em 18 de julho.

Logo, pelo menos num primeiro momento, Diniz terá de recorrer a opções caseiras. O comandante pode manter o esquema com três atacantes ou escalar um meia no lugar, passando ao 4-4-2. Confira a análise do portal ge:


Matheus Martins
Bola da vez de Xerém, Matheus Martins tem quatro gols em 12 jogos na temporada, todos marcados sob o comando do técnico Fernando Diniz. Desde que o treinador assumiu, esteve em campo em seis jogos – somente dois como titular – e fez boas atuações, como na goleada sobre o Oriente Petrolero, em que marcou três gols. Já atuou ao lado de Cano e seria uma “solução caseira”. Ainda é muito jovem e precisa amadurecer ainda mais, mas manteria a formação.

Caio Paulista
O jogador vem sendo titular com o técnico Fernando Diniz, mas vem atuando como lateral. Tem agradado o treinador na posição – no último domingo, deu a assistência para o gol de Manoel que deu a vitória ao Flu no clássico contra o Botafogo.

Caso o treinador opte por retornar com Caio Paulista ao ataque para manter três homens na frente, teria que achar uma solução para a lateral-esquerda, utilizando um nome da posição, como Pineida ou Cris Silva, ou até mesmo optando por Yago Felipe, como já fez na temporada. Ao todo, Caio Paulista esteve em campo em 24 jogos em 2022 – marcou um gol e tem duas assistências.

Willian Bigode
Uma das principais contratações do Fluminense para a temporada, Willian Bigode pode voltar a ganhar chances com o treinador. Assim que chegou ao Flu, Diniz utilizou bastante o atacante nos primeiros jogos, mas ele acabou perdendo espaço por não render o esperado – nos últimos quatro jogos, só entrou em campo contra o Avaí, mas aos 44 do segundo tempo.

Apesar da fase ruim, pode ser opção por ter a confiança de Diniz – o treinador já revelou que tentou contratar o atacante em outros clubes. Na temporada, disputou 33 jogos, marcou três gols e deu cinco assistências. Seria mais uma forma de Diniz seguir atuando com três homens no ataque.

Mudar o esquema
Caso a escolha de Diniz seja mudar o esquema, poderia optar por homens de meio campo e parar de atuar com três homens avançados, como fez nos últimos jogos com Arias, Luiz Henrique e Cano. Para isto, surgem opções que tiveram oportunidades no início do trabalho do treinador, mas que acabaram perdendo espaço nos últimos jogos.

O caso mais natural para isto seria Nathan, mas o meia sequer foi relacionado para os últimos jogos por opção técnica. Com isto, o time iria para um 4-4-2. Ou até mesmo voltar com Wellington para o time, dando mais liberdade para Nonato, que já mostrou que pode atuar mais avançado.