Lutando pelo título do Cariocão Betfair 22, o Fluminense entrou em campo neste sábado, no Maracanã. Como adversário, o Flamengo, seu principal rival no Rio de Janeiro. Com atuação muito segura e sem abdicar do jogo, o Tricolor sagrou-se campeão ao empatar com o rival por 1 a 1 e levantou a taça de campeão carioca após dez anos. Germán Cano e Gabriel Barbosa marcaram os gols da partida que deu o título ao Time de Guerreiros.

O JOGO

A partida começou quente e nervosa. O Rubro-Negro, que precisava do resultado, tomou a iniciativa, mas o Tricolor mostrou logo nos primeiros minutos que não sentaria na vantagem, com a marcação alta e ocupando o campo de ataque. Em escanteio cobrado por Ganso, Manoel, de cabeça, quase abriu o placar. Bem postado defensivamente, o Flu não dava espaços e o Fla tinha dificuldade de entrar na defesa tricolor.


Prova de que o Time de Guerreiros queria jogo é que, até a metade da primeira etapa, o Flu tinha mais a posse da bola. Mas como no futebol não se pode vacilar, na primeira bobeada da zaga, o rival chegou às redes. Aos 28′, Arrascaeta ganhou na corrida de Manoel e cruzou rasteiro para Gabriel Barbosa inaugurar o marcador: 1 a 0. Apesar de atrás no placar, o Flu continuou da mesma forma, tentando manter a posse da bola e não se retrancar.

No fim do primeiro tempo, quando parecia que nada mais iria acontecer, em linda tabelinha de Ganso e Jhon Arias pelo lado esquerdo, o colombiano cruzou para Germán Cano tocar e fazer o ‘L’. A bola ainda desviou em Filipe Luis e matou o goleiro Hugo: 1 a 1. Com o placar igual, o Tricolor voltou a ter sua vantagem de dois gols no marcador e voltou para o segundo tempo mais tranquilo.

Na etapa complementar, o Tricolor seguiu na mesma toada. Não abdicou do jogo. Continuou tentando jogar e ter a bola para fazer o relógio andar. O Flamengo, por sua vez, precisando de dois gols, veio ainda mais para cima para tentar o resultado. Em lance de mão dentro da área, Filipe Luis tocou na bola e o VAR assinalou pênalti para o Tricolor aos 16′. Germán Cano foi para a bola e parou no goleiro Hugo, perdendo a chance do 2 a 1.

Mesmo com o lance perdido, o Fluminense não perdeu sua concentração. A pressão rubro-negra, como era de se esperar, aumentou nos minutos finais. Experiente, o time tricolor, porém, suportou. Ao apito final, o grito que estava entalado há dez anos finalmente saiu. O FLUMINENSE É O CAMPEÃO CARIOCA DE 2022!

O Time de Guerreiros entrou em campo com: FábioManoelDavid Braz e NinoCalegari (David Duarte 23’/2ºT), AndréYago (Nonato 34’/2ºT), Ganso (Martinelli 23’/2ºT) e Cris Silva; Jhon Arias (Luiz Henrique 27’/2ºT) e Germán Cano (Fred 34’/2ºT).