(Foto: Mailson Santana/FFC)

Com moral. Se ainda não se tornou titular absoluto do Fluminense, o atacante Gabriel Teixeira vem, pouco a pouco, ganhando espaço com o técnico Roger Machado.

No confronto deste domingo, diante da Portuguesa, na Ilha do Governador, o jovem foi bastante elogiado pelo treinador. Além disso, Roger também falou sobre as atuações de outras peças como Ganso, Caio Paulista, Cazares e Egídio.

– Acho pouca coisa até avaliar como boa a atuação dele. Acho que teve excepcional atuação, com virtudes de beirada, vitória pessoal pela ponta, de finalização. No final da partida coloquei ele por trás dos centroavantes, mas continuou com fôlego. Antes, a opção por tê-lo pelo lado era pela vitória pessoal com ele e do outro o Casares. Na medida do possível funcionou bem. Achei que o Ganso foi bem na forma que entendo que ele deve jogar, articulando, se doando na defesa. Então não consigo elencar só um na equipe, fomos muito bem coletivamente. Na outra partida tivemos expulsão do Egídio, optei pela saída do Biel, porque achei que era mais embate físico. Na bola aérea o Caio Paulista é melhor. A escalação vai depender do adversário, do que penso para cada jogo – disse.