(Imagem: Divulgação/Ceará SC)

Após o empate sem gols contra o Fluminense na noite da última quarta-feira, o técnico do Ceará, Guto Ferreira ficou na bronca com a participação dos gandulas na partida.

Ainda no primeiro tempo, o treinador da equipe adversária levou um cartão amarelo após reclamar com o árbitro Ramon Abatti Abel sobre a reposição de bolas dos gandulas da partida. A responsabilidade pela escalação dos repositores de bola é do clube mandante, nesse casso o Fluminense.

Na coletiva pós-jogo, Guto Ferreira afirmou que esse fator influenciou diretamente o andamento da partida.

– E eu acho uma falta de respeito muito grande. Porque na maioria dos estádios não estamos tendo esse problema. E tivemos problema com os gandulas do Fluminense. A reposição deles interfere no jogo. Reposições rápidas para o Fluminense e de um jeito não igual ao oponente. E isso é uma falta de respeito. O gandula não é do time da casa. Ele têm que repor a bola de forma igual para as duas equipes. A gente começou a cobrar isso do quaro árbitro, mas ele estava muito mais preocupado em penalizar a gente do que tomar partido.