Teixeira articula para eleger aliado presidente da CBF: Rubens Lopes

Teixeira articula para eleger aliado presidente da CBF: Rubens Lopes

Rubens Lopes na presidência representaria a Teixeira a possibilidade de seguir dando as cartas (Foto: Agência Senado)
Rubens Lopes na presidência representaria a Teixeira a possibilidade de seguir dando as cartas (Foto: Agência Senado)

Inimigo do Fluminense nos bastidores do Rio de Janeiro, Rubens Lopes pode ganhar ainda mais poder no futuro. Isso porque o ex-presidente da CBF, Ricardo Teixeira, reuniu-se recentemente com o mandatário da Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) e o da Federação Paulista de Futebol (FPF), Reinaldo Carneiro de Bastos, para começar a articular uma dupla para concorrer a presidência da entidade máxima do futebol brasileiro no futuro. O dirigente carioca iria como o candidato e o paulista seria o vice.

Como está sendo investigado por várias fraudes, Teixeira deve ter uma punição pesada anunciada pelo Comitê de Ética da Fifa nos próximos dias e será afastado da CBF. Porém, elegendo seus pares políticos, seguirá mandando na entidade.

Ricardo Teixeira vive na Florida, nos Estados Unidos, mas de lá já articula também a manobra capaz de fazer a dupla desejada por ele ascender ao poder. Para isso, precisaria que todos os vices renunciassem e essa conversa está em andamento. Então, a eleição terá de ser nos moldes antigos. Em vez de permitir que clubes da Série B tenham direito a voto, só os 20 da Série A e as 27 federações poderão participar do processo eletivo. Desta maneira, praticamente inviabilizaria um outro candidato de vencer o pleito. De todas as federações, a Catarinense é a única que faz oposição ao poder vigente na CBF.

Teixeira não deseja que o Coronel Nunes, presidente em exercício, mantenha-se no cargo.


Sem comentários