Tendência é de o Flu “fixar residência” no Raulino, admite dirigente

Tendência é de o Flu “fixar residência” no Raulino, admite dirigente

raulino_1Sem Maracanã e Engenhão, provavelmente, a partir do fim de março, o Fluminense estuda alternativas de estádio para mandar seus jogos. Conforme já noticiado, o Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, é a possibilidade mais forte de receber o time. Leonardo Lemos, vice-presidente de marketing, também confirma a proximidade com o estádio localizado na região sul do estado.

– Não tem nada 100% definido. Hoje a tendência, realmente, é que a gente mande a maioria dos jogos em Volta Redonda, porque é uma praça que sempre foi interessante. Um estádio confortável, o departamento de futebol acha bom para se jogar, possui instalações adequadas. Então, nós estamos conversando e a tendência, realmente, é por Volta Redonda, mas não está 100% fechado. Mas também temos algumas situações de poder levar jogos para Juiz de Fora, Cariacica, que foi uma praça que recebeu o Fluminense muito bem agora no final do ano passado. Volta e meia também temos consultas de outros lugares, de estádios que sediaram a Copa e que têm pouco uso, como Manaus, Cuiabá, Brasília. Enfim, teremos um ano de muito trabalho nesse sentido de tentar levar em conta o lado esportivo, para não termos uma perda técnica muito grande no momento de ter que ficar viajando muito. Mas também pensamos no lado financeiro, de aproximação do clube com o torcedor. E, enfim, para gente poder fazer do problema, que é o fechamento do Maracanã e do Engenhão, de repente uma opção da gente ter uma oportunidade de crescer – explicou.


Sem comentários