(Foto: Lucas Merçon - FFC)

O Fluminense teve na temporada de 2021 o maior número de jogadores da base aproveitados na equipe profissional. São 25 no total, superando a de 2002, quando 20 receberam oportunidades no time principal. Em entrevista, o diretor executivo do clube, Paulo Angioni, enalteceu o trabalho feito pelo Tricolor em sua base e afirmou que o plano para 2022 é ter metade do elenco profissional formado em casa.

– Eu acredito que o maior valor agregado que nós temos hoje é essa ligação direta entre o futebol profissional e a base. Essa é uma das maiores chancelas do futebol brasileiro e do mundo, a boa formação de jogadores que o Fluminense já traz em sua história. Hoje temos um aproveitamento grande de atletas da base, aproveitando essa aproximação em função da presença de jogadores da base que estão no dia a dia do clube, treinando junto dos profissionais – disse ele, complementando:

– Com isso nós temos um aproveitamento bom, com 40% do elenco de jogadores formados na base. E a tendência é que em 2022 é que a gente consiga uma margem de 50%, o que é um marco histórico. É importante evidenciar isso. Esse entendimento é único e a gente está conseguindo efeitos positivos disso – finalizou Angioni.