Thiago Silva até parecia disposto a passar pela imprensa sem comentar a polêmica arbitragem do empate em 1 a 1 entre Brasil e Suíça, na Arena Rostov, mas acabou por falar. Mais do que isso, fez questão de mostrar irritação com o mexicano César Ramos, que não marcou falta de Zuber em cima de Miranda.

– Não podemos mudar o foco, não estamos aqui para citar os erros de arbitragem. Vocês [jornalistas] sabem o que aconteceu. Precisamos pensar apenas no segundo jogo [contra a Costa Rica] – explicou o zagueiro, que, poucos minutos depois, resolveu abrir o jogo ao criticar o fato de o árbitro de vídeo (VAR) não ter sido usado.

“Deixa irritado, pior que deixa. Tem quatro árbitros, mais o de campo, que momentaneamente pode deixar um pouco passar para não se precipitar. Mas tem o pessoal de fora que pode ajudar, pode avisar para analisar o lance… Acho que nem isso ele [César Ramos] teve a intenção, de olhar o lance. Além disso, o telão mostrou a jogada. Então, depois que o telão mostrou, vimos que realmente foi falta, até porque antes disso a gente nem tinha reclamado. Os erros fazem parte, mas, com árbitro de vídeo, poderia ser um pouco melhor”, cornetou.