(Foto: Reuters)

Desde 2009 na Europa, Thiago Silva completa neste ano 10 temporadas no Velho Continente. Durante esse período, o “Monstro”, como era chamado pela torcida tricolor, enfrentou diversos atacantes de renome do futebol mundial. Em entrevista ao programa Esporte Espetacular, da Rede Globo, o zagueiro elegeu o top 3 de atacantes mais difíceis de marcar que teve que enfrentar.

– É complicado, hein?! Porque não são três não, são muitos (risos). Mas eu vou tentar tirar os três que foram muito complicados de marcar: o primeiro deles é o Messi, que, para mim, é o auge que o jogador pode atingir. O outro é o Cristiano (Ronaldo), um cara que a gente tem que ter um respeito e carinho enorme, agradecer por tudo aquilo que ele faz pelo futebol. E o outro é o Ney, né?! Hoje ele está do meu lado, mas deixou algumas tristezas na minha vida, principalmente aquele 6 a 1, que jamais vai ser esquecido, que foi um jogo muito ruim da nossa parte, mas que o Barcelona também fez por merecer aquele resultado – admitiu ele.

O capitão da Seleção e do PSG (FRA) também fez questão de fazer algumas menções honrosas de atletas que não entraram na lista, mas que também poderiam ocupar uma das três vagas.

– Ainda fica de fora: Eto’o, que era o clássico em Milão impressionante, Ibra, Ronaldinho Gaúcho, Adriano nos treinos da Seleção… Enfim, tem vários outros que poderiam estar nesse top 3 também – relembrou.