Sócios ainda terão de entrar com máscaras e apresentar comprovante de vacinação (Foto: Mailson Santana - FFC)

O sonho de voltar a mandar jogos nas Laranjeiras está mais perto de acontecer, apesar de uma pequena mudança de rumos. Em reunião no Conselho Deliberativo (CDel), realizada na última quarta-feira, o presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, deu mais uma notícia em torno do projeto de revitalização da sede: A TIM entrará no circuito.

Segundo ele, a verba da empresar de telefonia, inicialmente investida no vôlei, mas que teve de ser realocada à Lei de Incentivo à Cultura, será usada para no projeto e parte da execução das reformas das Laranjeiras. Sendo assim, o clube bancará com seus recursos o time de vôlei.

Vale lembrar que a estimativa é de R$ 10 milhões a R$ 12 milhões de gastos na reforma, que deve durar até o início de 2023, mudando a primeira previsão de meados de 2022. A TIM, por sua vez, deve investir cerca de R$ 5 milhões.