Torcedor faz “loucura” para acompanhar o Flu no Paraguai

Torcedor faz “loucura” para acompanhar o Flu no Paraguai

“Tricolor em toda a Terra, amor igual não se viu”. O trecho de uma das canções mais cantadas pela torcida verde, branca e grená ilustra bem a história do técnico da Petrobrás Rodrigo Maia de Souza, de 37 anos. Fã do Time de Guerreiros, ele, que trabalha embarcado, pegou um voo do Rio de Janeiro, com escala em São Paulo, e desembarcou nesta segunda-feira em Assunção. A intenção do torcedor, que passa o maior tempo dentro da embarcação, é aproveitar qualquer momento de folga para acompanhar o Flu.

– Sempre que posso estou indo com o Fluminense. Aproveito essas folgas e vou para qualquer lugar que puder, não podia perder este jogo. Vim sozinho mesmo, só que vou ficar no hotel que terá alguns torcedores e lá devo conhecer alguns amigos. Não perco os jogos do Fluminense por nada, a não ser quando estou trabalhando que fico um pouco sem contato com o mundo – contou Rodrigo, que passa 15 dias embarcado em uma plataforna na Bacia de Campos, no Rio de Janeiro.