(Foto: Marina Garcia/Fluminense)

Nunca será só futebol! Tatuamos aquilo que nos representa e traz boas lembranças, e foi isso o que aconteceu durante a Flu Fest deste domingo (31/07), quando os tricolores marcaram na pele uma homenagem ao time do coração. Mãe e filho, Lucienne Nader e Leonardo Lopes, do Grajaú, fizeram primeira tatuagem e compartilharam o amor pelo Fluminense.  

– A primeira vez que fui ao estádio, com cinco anos de idade, eu me apaixonei. Logo pensei: esse é o meu caminho, a minha vida. Sempre vamos aos jogos juntos, nós somos sócios. Eu amo esse estádio, acho que o Fluminense deve investir mesmo aqui, é tudo muito lindo, nós somos a história. Essa é a nossa primeira tatuagem e decidimos, juntos, tatuar o amor pelo Fluminense – declarou Lucienne.

Com muita coragem e paixão, Leonardo garantiu que a experiência foi divertida e diferente do que imaginava viver com o clube.


– Essa é a nossa primeira Flu Fest e a experiência foi bem diferente e divertida. Sempre visito a sede do clube e vou aos jogos torcer pelo Fluminense, acabei decidindo fazer minha primeira tatuagem, ao lado da minha mãe, e esse é um momento que nunca imaginei viver. Nada melhor do que fazer a primeira tatuagem marcando o amor pelo clube na minha pele – disse ele.

Letícia Maia, de Vila Isabel, já esperava encontrar o espaço para tatuagem no evento e aproveitou para fazer uma homenagem ao ídolo Fred.

“Essa é a minha primeira Flu Fest. Confesso que já esperava o espaço da tatuagem e nada melhor do que aproveitar para eternizar o Fluminense na minha pele, dentro do próprio clube. Sou muito fã do Fred e me emocionei no jogo de despedida, por isso a tatuagem escolhida foi o autógrafo do ídolo – finalizou.