Treinador argumenta substituições no segundo tempo

Treinador argumenta substituições no segundo tempo

Foto: Photocamera
Foto: Photocamera

Com o Fluminense vencendo o Figueirense por 3 a 0, Cristóvão Borges fez três mudanças. A primeira delas, a saída de Wagner para a entrada de Biro-Biro. Em seguida, Walter  substituiu Rafael Sobis e, por fim, Valencia na vaga de Diguinho. O treinador explica as substituições, inicialmente a entrada do colombiano.

– O Valencia ficou um tempo machucado e está voltando para ganhar ritmo. Essa semana trabalhamos muito forte. É uma mudança de metodologia e é natural que os jogadores sintam um pouco. O trabalho da semana foi pesado, alguns jogadores ficaram doloridos e o jogo ia fazer isso acontecer. Tirei o Wagner porque a função é desgastante e estava com o jogo controlado. O Diguinho também se queixava de dor no adutor. O tirei descansar e dar ritmo ao Valencia – argumentou Borges.


Sem comentários