Imagem da equipe tricolor, que venceu o Brasileiro Sub-20 há dois anos (Foto: Edson Ruiz / Coofiav)

A esperança de muitos no Tricolor das Laranjeiras é que atletas da base despontem, assim como Gustavo Scarpa, quando tiveram oportunidades no profissional. Neste cenário, a geração do Fluminense campeã do Campeonato Brasileiro sub-20 de 2015 será uma aposta do clube para o próximo ano. Sete jogadores que participaram daquela conquista vão integrar o time principal na pré-temporada: Matheus, Nogueira, Léo Pelé, Luiz Fernando, Douglas, Daniel, Marquinhos Calazans e Pedro. Todos eles foram titulares na decisão contra o Vitória, na Bahia, quando o Tricolor venceu por 3 a 1.

Outro que participou da vitoriosa campanha do sub-20 de 2015 foi o lateral-esquerdo Ayrton, que também estará junto com o time principal em 2017. Marquinhos Calazans, que ficou no banco de reservas no último jogo do Flu no Brasileiro, o empate por 1 a 1 com o Internacional, no Giulite Coutinho, é uma das caras novas que despertam bastante interesse da comissão técnica e da torcida. Contra o Colorado, Nogueira e Douglas foram titulares, e Pedro ganhou uma chance nos minutos finais.

Gerente da base do Tricolor, Marcelo Teixeira acredita que estes atletas estão preparados para renderem os frutos que deles se espera.



– Fico muito feliz, isso mostra que o Fluminense tem um trabalho único de desenvolvimento de jogadores. Xerém é a mais completa academia de formação do Brasil. Começando no futsal e nas escolas Guerreirinhos, que são nossos jardins de infância, fazendo o colégio, a faculdade, em Xerém, que oferece curso de inglês, desenvolve os meninos como pessoa e o jogador, e a pós-graduação na Europa, no STK Fluminense Samorin, que é a evolução do nosso Plano de Carreira, para os “Moleques de Xerém” chegarem na primeira equipe muito mais preparados, com uma rodagem internacional. Nosso objetivo é ver cada vez mais jogadores de Xerém no primeiro time, treinando no CT da Barra, que passaram por todos estes processos. Estamos no caminho certo, mas é apenas o início. É Xerém preparando um melhor Fluminense para o futuro” – disse o dirigente ao GloboEsporte.com