Um ano depois, Deco consegue provar inocência no doping

Um ano depois, Deco consegue provar inocência no doping

Deco chegou a ser suspenso após anunciar fim da carreira, mas agora limpa seu nome (Foto: Photocamera)
Deco chegou a ser suspenso após anunciar fim da carreira, mas agora limpa seu nome (Foto: Photocamera)

Um ano depois, Deco consegue provar a inocência por ter sido pego no exame antidoping por hidrocloratiazida (diurético) e carboxi-tamoxifeno (hormônio) em exame no jogo Fluminense x Boavista, pelo Carioca de 2013. O mesmo material coletado na época foi analisado, agora, pelo laboratório de Lausane, na Suíça, a pedido da Fifa, e deu negativo.

Por isso, o ex-jogador tricolor processará em milhões de dólares por danos morais a União, o Ladetec — laboratório ligado a UFRJ — e a Agência Mundial Antidoping (WADA).

Pouco depois de anunciar sua aposentadoria no Tricolor, Deco chegou a ser suspenso por um ano de suspensão pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).


Sem comentários