Unidos pelos 47 pontos

Fala, galera!

Depois de mais um revés no Campeonato Brasileiro, o único pensamento que me vem à cabeça para essa competição é somar os 47 pontos necessários para livrar o Fluminense do rebaixamento. Faltam 16 para cumprirmos a missão. Não chega a ser difícil, mas, com a irregularidade do time, também não será fácil.

Diante deste cenário, o momento pede união. Faltam 14 rodadas para o término do Brasileirão e precisamos vencer pelo menos mais cinco jogos e empatar um para nos garantirmos na elite do futebol nacional em 2018. Do lado da diretoria do clube é essencial que uma nova #AbraceoFlu seja lançada, com preços mais do que acessíveis nos jogos com mando de campo do Flu e boas condições para o torcedor, assim como foi feito nos últimos. Do nosso lado precisamos estar com grupo e marcar presença no Maraca. Eles precisam de nós! O elenco é limitado e disso estamos cansados de saber. No entanto, cornetá-los nessa altura do campeonato pode ser um tiro no pé. Sendo um 12° jogador no Maracanã estaremos mais fortes nesta missão, que são os 47 pontos.

O Flu se salvou na última rodada diante do Coxa

Em 2009 tivemos uma arrancada espetacular e o Fluminense se salvou do rebaixamento em uma campanha que dificilmente será repetida por nós ou qualquer outro clube. O feito do grupo de Cuca & Cia é um caso de sucesso e exemplo para todos os times que precisam de uma injeção de ânimo para lutar contra o descenso. Mesmo com 98% de chances de cair para a segunda divisão, segundo os matemáticos, o Fluminense provou o contrário. Não precisamos deixar chegar naquele nível de dificuldade para abraçar o time no Campeonato Brasileiro e fazer parte desta união. Não dá para sofrer novamente daquela maneira. O meu coração, esse não sei se aguenta mais.

Em muitos anos, na era dos pontos corridos, muitos times se livraram do rebaixamento com 46 pontos. Para garantir, pelo menos mais um pontinho dará segurança ao tricolor. A distância para o G6, pelotão de elite que se classifica para a Libertadores nem é tão grande, porém, para o grupo da morte que jogará a série B, ela é um pouco menor. Apenas quatro pontos. O alerta vermelho está ligado e o Fluminense não poderá mais cochilar. Elenco, comissão técnica, torcida e diretoria precisam se unir e comprar essa briga. Afinal, somos todos Fluminense. Atingidos os 47 pontos, aí sim, é o momento de cobrar daqueles que, durante as eleições, nos prometeram mundos e fundos para chegar ao poder.

Nesse meio tempo, entre a missão de somar pontos para se livrar de um possível rebaixamento, vamos em paralelo brigando, jogo a jogo, para beliscar o título da Copa Sul-Americana. Na quinta-feira tem mais um desafio contra a LDU na altitude de Quito e esperamos que o Flu supere as adversidades para conquistar a vaga para as quartas de finais. No mata-mata, nem sempre o melhor conquista o caneco.

Saudações!