(Foto: Divulgação)

Somado aos R$ 26 milhões recebidos pela premiação do Campeonato Brasileiro de 2020, o Fluminense recebeu mais um reforço em seu caixa nas últimas semanas e que ajudou a quitar os débitos com os atletas que estavam abertos. O dinheiro em questão foi referente à venda de João Pedro ao Watford (ING): uma parcela de 1 milhão de euros (R$ 6,8 milhões).

Vale destacar que o Tricolor ainda tem valores a receber do clube inglês e, segundo o portal GE, houve uma renegociação entre as partes envolvidas na transação e que farão o valor inicial da venda do jovem para a Europa aumentar. O valor total a ser recebido pelo Flu agora passou para 11,5 milhões de euros. Foram pagos até o momento 5,5 milhões, restando 6 (R$ 40,5 milhões na cotação atual).

Relembre o formato inicial:

  • € 2,5 milhões de entrada
  • € 1 milhão por atuar 45 minutos em 10 jogos do Flu em 2019
  • € 1 milhão por atuar 45 minutos em 20 jogos do Flu em 2019
  • € 1 milhão por atuar 45 minutos em 30 jogos do Flu em 2019
  • € 1 milhão por atuar 45 minutos em 40 jogos do Flu em 2019
  • € 1,5 milhões ao obter a licença para jogar na Premier League
  • 2 bônus de € 1 milhão pelo desempenho no Watford

Crítico da venda de João Pedro durante a última eleição, Mário Bittencourt, que depois foi eleito presidente, teve a oportunidade de debater com o Watford (ING) sobre alterar os moldes da negociação. Com isso, os bônus foram transformados em um total fixo e os prazos de pagamento mudaram. Ao passo que o valor recebido aumentou, o prazo para o clube inglês efetuar os pagamentos também estendeu, até 2023.