Exclusivo: Vice-presidente jurídico do Flu se desliga do cargo

Exclusivo: Vice-presidente jurídico do Flu se desliga do cargo

Carlos Eduardo Cardoso alega questões pessoais para deixar as Laranjeiras
Carlos Eduardo Cardoso alega questões pessoais para deixar as Laranjeiras

Paulo Brito

Há cerca de três semanas o Fluminense perdeu uma peça considerada importante e ativa numa de suas vice-presidências: Carlos Eduardo Cardoso, conhecido como Cacá. Contrariando especulações dentro do clube, o agora ex-dirigente comentou que sua desvinculação aconteceu por questões pessoais e, também, muito em função de suas convicções.

– A razão mesmo foi de ordem pessoal. Não tenho como precisar um motivo único. Acho que foi uma tomada de decisão a partir de convicções minhas. Tenho quase 30 anos de colaboração com o clube. Independente do que motivou minha saída, continuarei colaborando quando for chamado. O Peter (presidente do Fluminense) sabe disto – contou com exclusividade ao NETFLU.

Indagado se havia a necessidade da reposição da lacuna deixada pelo sua saída e se ele indicou ou conhecia algum nome para a pasta, Cacá respondeu:

– Há uma previsão estatutária nesse sentido, para o preenchimento de vacância no quadro de vice-presidente. Cabe ao presidente preencher essa lacuna. Não depende de mim. Não tenho nomes.


Sem comentários