Yago diz que desconfianças serviram para grupo se fortalecer interna e mentalmente (Foto: Lucas Merçon - FFC)

Desde o ano passado, o Fluminense era dado por todos como azarão no Campeonato Brasileiro. Ainda assim, classificou-se para a Libertadores e, na competição internacional, passou como primeiro no difícil Grupo D para as oitavas de final. Situações essa que fazem Yago responder à altura aqueles que não confiam no Tricolor.

O meia destaca que se há desconfiança ela fica do lado de fora. Em relação ao grupo, todos conhecem bem o potencial do elenco e a capacidade de ir longe na competição.

— Em toda a temporada passada, a gente estava lá em cima e todos falavam que uma hora cairíamos. Que a gente não ia se classificar. Quando classificamos, deixaram claro que achavam que era por demérito dos outros, que não era mérito nosso. E a gente se classificou. Aí, chegou a história de grupo da morte, falaram que a gente ia para a Libertadores passear, brigar no máximo pela segunda vaga do grupo. Classificamos em primeiro. Já provamos que muitos estavam errados. Isso nos fortaleceu muito mental e internamente. A gente passar em primeiro traz muita confiança. Agora não tem muito o que escolher. São os 16 melhores times do continente, vamos seguir trabalhando para chegar ao nosso objetivo, independente do que falem de nós – disse