Fred e Abel foram campeões cariocas neste ano (Foto: Maílson Santana/FFC)

Em entrevista, o ex-técnico do Fluminense, Abel Braga, abriu o jogo sobre sua tentativa de convencer Fred a jogar mais tempo enquanto ainda treinava o Time de Guerreiros. Abelão conversou com o artilheiro e contou detalhes da conversa que teve com o camisa 9.

– Quando ele um dia chegou para mim e falou “Abel, não dá mais não, vou parar”. Falei calma, cara. No início o negócio estava correndo bem. Não estava nem correndo bem, estava com resultado. Jogando muito bem. Ele começou com um probleminha ou outro. Falei “vai ficar aqui até dezembro, termina seu ano”. Aí chegou um momento em abril, por aí, ele falou que não dava mais. Falei “vai dar um toque naquele moleque ali, caiu de produção para caramba”. Ele fazia esse meio-campo. Chegava para mim e falava “falei duas vezes com aquele cara, ele não mudou nada, dá uma porrada nele”. Eu ia, chamava e metia o pau. Normalmente no grupo, não chamava separado, não. Eu já tinha o perfil deles todos, sabia o que podia gritar e o que não podia. Tem jogador que tu grita e ele sobe, tem uns que você grita e vai abaixo – disse ele, acrescentando:

– Mas eu falava para ele também essas paradas, “vai resolver para mim aquilo ali, esquece esse negócio de parar, aguenta um pouco. Tu é o maior ídolo desse clube há não sei quantos anos. Tem que levar isso, pensa no torcedor. Que tu não jogue, no banco tu briga com o juiz, com o bandeirinha, com o colega, continua igual, todo mundo sabe que você é assim”. Aí ele continuou. Depois veio o problema na vista. Agora ele já definiu que vai parar mesmo mês que vem – finalizou.