Agora autorizada, Liga corre atrás de patrocínios perdidos

Agora autorizada, Liga corre atrás de patrocínios perdidos

Diretor jurídico diz que comercialização foi prejudicada com veto da CBF
Diretor jurídico diz que comercialização foi prejudicada com veto da CBF

Agora com o aval da CBF, a Liga Sul-Minas-Rio corre atrás de patrocínios perdidos quando a entidade máxima do futebol brasileiro vetou a realização da Primeira Liga. A CSM (empresa contratada pela Liga para angariar anunciantes) tinha parceiros já fechados que desistiram em virtude da proibição da entidade máxima do futebol brasileiro. Agora, a mesma tenta reaver esse prejuízo.

Para a competição estava previsto que os clubes participantes dividissem uma cota de R$ 3,5 milhões de publicidade estática nos estádios do torneio.

– É evidente que fomos prejudicados na comercialização. A CBF soltar uma resolução de que não autorizava a Liga poucos dias antes do início da competição atrapalhou – ressalta Eduardo Carlezzo, diretor jurídico da Primeira Liga.


Sem comentários